Skip to main content

MEI: esclareça as principais dúvidas sobre essa categoria!

Se você quer começar um negócio ou já trabalha por conta própria e fatura até R$ 81 mil por ano, sabia que você pode ser um MEI (Microempreendedor Individual)? Se você está pensando em embarcar nessa empreitada, confira este artigo em que listamos as principais informações sobre a categoria e como virar MEI para você tirar todas as suas dúvidas. Boa leitura!

como virar MEI
Leia Mais

Saiba como funciona a flexibilidade no trabalho e quais os benefícios para sua empresa

Nos últimos anos, com a entrada dos millennials no mercado de trabalho e atualmente com o impacto da pandemia de Covid-19, muitas empresas começaram a adotar uma nova prática de gestão conhecida como flexibilidade no trabalho. Neste artigo falaremos um pouco mais sobre esse assunto para esclarecer suas dúvidas. Continue a leitura!

flexibilidade no trabalho da equipe
Leia Mais

Tudo Sobre Simples Nacional

Simples Nacional

O que é o Simples Nacional?

É um regime simplificado e compartilhado de arrecadação, cobrança e fiscalização de tributos aplicados às microempresas e empresas de pequeno porte.

Qual é o limite do Regime Tributário Simples Nacional?

As empresas optantes pelo regime tributário Simples Nacional podem faturar até R$ 4.800.000,00 (quatro milhões e oitocentos mil reais) por ano. Entretanto para efeito de recolhimento do ICMS e ISS no Simples Nacional, o limite máximo de receita bruta é de R$ 3.600.000,00 (três milhões e seiscentos mil reais) por ano.

Leia Mais

Serviços Tomados, a pedra no sapato da área fiscal e tributária!

Com origem no termo latim servitium, a palavra serviço define a ação de servir, por isso o serviço é definido como um bem não material, praticamente um aluguel de uma mão de obra física ou intelectual.

Na área contábil e fiscal temos dois tipos de serviços: o serviço prestado e o serviço tomado. Serviço prestado é a execução de uma atividade econômica efetivamente intangível, por uma pessoa física ou jurídica. Serviço tomado é quando a pessoa física ou jurídica contrata um determinado tipo de serviço.

Neste cenário contábil/fiscal existem dois atores, o prestador de serviços e o tomador de serviços. O prestador de serviços, como o próprio nome diz, presta os serviços na figura de contratado e o tomador de serviços executa os serviços na figura de contratante.

Pois bem, vamos focar hoje na figura do tomador de serviços detalhadamente nas operações fiscais que permeiam essa atividade tão comumente praticada no mercado.

Leia Mais